quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

.


"Quando eu conto d'um sujeito
Cê logo encolhe o peito
Supondo uma intenção
Acha qu'eu queria ter
Um homem de tevê
Que veste perfeição

Se Pedir eu ainda grito
Até d'olhos fechados
Eu... te acho o mais bonito!"

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Arg!

Que vontade de sumir. Que cansaço!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Finalmente!

Tenho medo de acontecer tudo como a outra vez. Mesmo sabendo que, dessa vez, eu agi diferente. Diferente pra melhor, digo.
Fiz minha inscrição. E talvez tenha estado a três passos da felicidade.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Queria ter sido originada na Laurásia, e não na Gonduana.

Vim aqui só para falar besteiras, como sempre, e sonhar no dia em que as letras se apaixonam por mim também. ;}

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Hum...

Mesmo com amado longe. Mesmo sem amigos. Geraldo está comigo, pro que der e vier! Obrigada, Gê!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

E tanta coisa me lembra você, amado...

Um dia ele chegou tão diferente do seu jeito de sempre chegar
Olhou-a dum jeito muito mais quente do que sempre costumava olhar
E não maldisse a vida tanto quanto era seu jeito de sempre falar
E nem deixou-a só num canto, pra seu grande espanto convidou-a pra rodar

Então ela se fez bonita como há muito tempo não queria ousar
Com seu vestido decotado cheirando a guardado de tanto esperar
Depois os dois deram-se os braços como há muito tempo não se usava dar
E cheios de ternura e graça foram para a praça e começaram a se abraçar

E ali dançaram tanta dança que a vizinhança toda despertou
E foi tanta felicidade que toda a cidade enfim se iluminou
E foram tantos beijos loucos
Tantos gritos roucos como não se ouvia mais
Que o mundo compreendeu
E o dia amanheceu
Em paz

Lula é neoliberal...

e isso me irrita.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

;~




Queria 2007 e 2008 pra sempre. Amigos, escola, família, conversas, leseiras, bagunças, festas surpresa, aulas à tarde, me sentir bem com todos, sem amigos mudados, sem tanta modinha... Só resta a saudade, e a esperança de tempos melhores.

domingo, 5 de julho de 2009

Sim,



lembro bem do seu pedido, lembro bem de suas palavras. E ainda vou lembrar bem quando estivermos de mãos dadas ou abraçados nas pracinhas ou parques fazendo exercícios para a terceira idade.
Porque eu acredito no poder dos seus olhos sobre os meus, e no poder das minhas palavras sobre as suas. Acredito no poder nosso, como um só, de amar......................

ps- E daí que ele é símbolo do capitalismo? Está nos meus pés, não na minha cabeça.

As próximas também.

Quem dera o Brasil fosse tão inteligente quanto o Japão. Quem dera o Brasil fosse tão paciente quanto o Japão. Assim, sua sociedade não seria formada por pessoas "menos ruins", e sim por pessoas de boa/ótima qualificação. Quem dera o Brasil passasse por uma revolução educacional e soubesse esperar por seus resultados. Quem dera o presidente do Brasil investisse nas bases da educação e não no topo. Quem dera esse tal presidente fosse inteligente o bastante para perceber que se fizesse assim, seria melhor... Minha geração está perdida.
Francamente, não nasci para ser "menos ruim".

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Ah!

Eu e minha persistente persolnalidade de sentir exageradamente tudo. Exagerada! Pra que chorar? Pra que esmurrar? Pra que gargalhar? Nada de uma só lágrima, nem rosto vermelho, nem muito menos riso controlado. Sou assim... e só as vezes isso é bom.
ps- sinto saudade de você (não preciso colocar 'muita' antes de saudade. O meu verbo sentir já vem com esse advérbio desde que nasci).

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Humm...

Mastermente falando... PELA MAÇÃ DE NEWTON!

sábado, 11 de abril de 2009

Cê quer?

Fábio Henrique diz:
queru
Fábio Henrique diz:
pra sempre
Fábio Henrique diz:
sempre sempre sempree
Bruna Andrade ...When we're together diz:
*.*

sexta-feira, 27 de março de 2009

você acredita?

Eu fico triste as vezes. Pensando no seu passado, no meu passado. Me dá vontade de chorar. Mas você sabia que me esqueço rápido dessas coisas(ou pelo menos tento)?

Você acredita que eu me preocupo com você?
Que dou o melhor de mim pra te ver um segundo feliz.
Que penso em você todos os segundos do dia.
Que, a cada dia que passa, eu consigo gostar mais ainda de você, amado.
Você me desculpa por não ter mostrado minha preocupação com você (até pelos problemas que também estou passando ultimamente, fico meio fria)?

My sunshine, eu acredito que vamos ficar juntos até pra sempre,

terça-feira, 24 de março de 2009

ABC


ABC clube do povo
Campeão das multidões
Serás sempre o mais querido
Pelos nossos corações

Eu me orgulho ser da terra potiguar
Quando vou para o gramado
Ver o ABC jogar

É bola p´ra aqui
É bola p´ra lá
A turma joga com classe
E com raça p´ra ganhar
O adversário fica no campo perdido
Salve, o mais querido

Salve, o mais querido
Salve, o mais querido
Salve, o mais querido

Amor



Por você.
;}

É tudo culpa da geografia!

Quem são vocês, mentes controladas pelo capitalismo (financeiro), para querer falar de justiça?
Quem são vocês, injustos, para querer falaer de igualdade?
Queria que ao menos uma pessoa pensasse como eu. Acho até que conheço uma pessoa que pense como eu nesse aspecto. Assim me sinto melhor, mais confortável. Sabendo que não sou tão esquisita, ou pelo menos, existem pessoas esquisitas iguais a mim. Esquisitas a tal ponto,a acharem um concurso injusto, que de fato ele é. Esquisitas a tal ponto, a pensar em igualdade (seja com capitalismo em sua última fase, ou com comunismo ou com anarquismo) num mundo como este, no qual todas as pessoas só pensam nelas mesmas, e confesso que eu, algumas vezes, vejo-me agindo como elas... Por isso digo que me vejo vítima da pior globalização nessas horas.

sexta-feira, 6 de março de 2009

.

E.T. Amo ;*

Para um mundo melhor

O que precisa para o Brasil ser melhor para mim? Para eu conseguir viver melhor aqui, precisaria poder comprar um chocolate de 0,50 centavos com a consciência tranquila de que, enquanto faço isso, outras tantas pessoas não estão passando fome, outras tantas crianças não estão precisando trabalhar e estão tendo uma educação melhor. Queria poder viver bem e que todos vivessem também. Não gosto da desigualdade (racial, social).

Gostaria que as pessoas se cuidassem mais, não só no Brasil, mas no mundo. Gostaria que elas pensassem mais de uma vez antes de usarem drogas, em geral, pela primeira vez... que elas fossem mais racionais, mais emotivas e menos egoístas.

No mundo em que vivo (gostaria que existisse outro mesmo, como parece existir gramaticalmente), a maioria das pessoas não me entendem, não concordam com minhas opiniões, acham ridículos os meus pensamentos. Gostaria que as pessoas deixassem de ser frias e sintam mais, vivam sentindo o cheiro gostoso de tocar no amor.

Agora que percebi, começando com a vida capitalista, estou quase querendo que a anarquia governe o mundo.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

sábado, 14 de fevereiro de 2009

It is me, baby, what you're looking for. It is you, baby, what I am looking for.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Inlembranças e lembranças...

Posso esquecer de tudo. Das saídas, física, internet, televisão, praia, lua, estrelas, sol, água, comida, morango, chocolate branco, música boa... Mas não me esquecerei dos amigos, das pessoas que estiveram comigo, mesmo que distantes. Não me esquecerei do amor. ;*

sábado, 7 de fevereiro de 2009

.

Porque existem fases que são permanentes? ;~

sábado, 31 de janeiro de 2009

Sentir


verbo transitivo sentir [sẽ'tir]
1 ter uma sensação física;
2 ter uma sensação psicológica.

Eu sinto você. Não só uma sensação física ou psicológica. Eu sinto além do que os dicionários podem descrever.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Querer não é poder.


Eu quero mais alegria.
Eu quero mais gritaria.
Eu quero mais consciência.
Eu quero mais arte.
Eu quero mais ciência.
Eu quero mais amizade.
Eu quero mais física.
Eu quero mais educação.
Eu quero mais poesia.
Eu quero mais cheiro.
Eu quero mais gosto.
Eu quero mais amor...

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Desabafoantigodemais.com/decpcionada

Eu devia mesmo é ter escolhido ciências atuariais, mesmo sem saber o que é, teria só que não zerar nada e... TÔ DENTRO UFRN 2009.1. Não, tá bom então. Era só eu ter feito pra física, uma coisa que gosto e que a concorrência é um pra uma vaga.

Se as pessoas não esperassem tanto de mim, eu nunca iria me cobrar tanto, eu nunca iria ficar tão nervosa como fiquei, e poderia até ter passado. Mas não... todos da minha família me comparam, me elevam, me colocam pra baixo, tudo ao mesmo tempo. Que pessoa em sã consciência não ficaria alterada com tais coisas? Imagina eu, uma pessoa nada em sã consciência, totalmente nervosa e descontrolada por natureza. Tsc, Tsc. Decepção da família. Decepção minha.

Quando eu estudava para o colégio, passava cola para meus amigos, me interessava por certos assuntos exageradamente e tirava nota boa, as pessoas chegavam até a me chamar de CDF, nerd, tanto faz. Mas, o que um vestibular não faz? Só por eu não ter passado no meu primeiro vestibular; eu não merecia mesmo passar, eu não tinha estudado, eu só passeava, eu só brincava. Quem dera eu tivesse lembrado como a minha família era e tivesse feito física mesmo, pra pelo menos passar no meu PRIMEIRO VESTIBULAR.

O que as pessoas não sabem é que essa suposta obrigação provavelmente me trouxe o primeiro trauma da minha vida, a minha insegurança de sempre foi multiplicada por cinco... por outro lado, a minha vontade de estudar foi multiplicada por mil. E aí, fico pensando 'e se eu estudar tanto quanto espero, mas mesmo assim não passar?'. Eis a minha insegurança de sempre multiplicada por cinco.

De qualquer forma, se eu passar no maldito vestibular esse ano, mesmo que eu seja a primeira colocada, nenhuma emoção, nenhum 'parabéns, e nenhum 'eu sabia que você ia passar' vai me convencer... afinal, essas mesmas pessoas disseram essa mesma coisa para pessoas que não mereceram. Pra que acreditar nelas?

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Nada moderado (a)

Eu não sei gostar menos nem mais ou menos, desgostar menos ou mais ou menos. Como também não sei amar menos ou mais ou menos. Tudo meu é exageradamente exagerado! Às vezes acho que isso é ruim... sentir muito as coisas. Sentir muito ciúme, afeto, sentir muita tristeza, alegria, dor. Sentir muito amor.
Como tudo meu é exagerado, eu amo você exageradamente. E o que mais posso fazer se os meus olhos não conseguem desviar dos seus, se o nosso coração não se desgruda mais( parece até que foi colado com cola super bonder)?

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

.

coração ;*

Parece que quero desabafar, as lágrimas caem dos meus olhos sem restrições... Da minha boca não sai voz, o meu ouvido não quer escutar. Mas meu coração grita!
É difícil passar um dia sem te ver, sem falar com você. Nesse dia eu fico pensando como não posso te perder, como o teu sorriso e o teu abraço são importantes pra mim. Fico imaginando como seria se os meus olhos castanhos não mais se encontrassem com o verde-escuro dos teus.
Não te ver, não ter você por perto, me deixa aflita.
Sinto o seu cheiro e vejo o seu sorriso em tudo. Os seus olhos se tornam os de todos na multidão...
Deixa os seus olhos se encontrarem com os meus , deixa a sua mão tocar no meu corpo, deixa os seus lábios se unirem aos meus. E assim, meu coração cala, com o amor existente entre nós... cala coração!

sábado, 17 de janeiro de 2009

;~


Cadê você agora pra dizer que estou errada? Para me acalmar, me abraçando e dizendo que me ama (sem se importar com as regras gramaticais)? Cadê alguém que me prove que o “pra sempre” que tanto eu acredito realmente existe?
Meu coração chora...

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Letras

"Me apaixonei pelas letras
Amor platônico (amo sofrer)
Nunca soube escrever"

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Eu o amo assim. Parece ser diferente dos 'amares' das outras pessoas. Sempre acho que o nosso amor é melhor, é maior, e que os outros não ligam muito pros próprios amores e maneiras de amar.

Tenho medo. Medo de amar demais. Medo de amar e não ser amada.

Eu preciso. Preciso de você. Só assim eu vivo bem.

;*

own,


eu amo você.

sábado, 10 de janeiro de 2009

.

Queria poder mudar o mundo de alguma forma. Quando eu vejo o que as pessoas, inclusive eu, estão fazendo com o mundo me dá uma tristeza.

Devia ser proibido uma pessoa não se importar com o sofrimento do desconhecido, as crianças trabalharem, as pessoas serem alcoólatras, as pessoas serem drogadas, as crianças se envolverem em crimes ou coisas do tipo, a fome, a miséria, o sofrimento de uma mãe, a mentira, a inveja... E dá raiva saber que não faço nada pra que o mundo melhore. E fico aqui, só escrevendo... sem agir. Talvez escrever faça alguém ler e querer agir, fazer o que não tô fazendo, o que não pude fazer.

A vontade é grande...

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Este sentimento que aperta o coração


Tem dia que tiro pra arrumar o quarto, dia que tiro pra dormir, dia que tiro pra sair, dia que tiro pra comer... e hoje eu tirei o dia pra ter saudade.

Estranho é como as pessoas passam de desconhecidos para umas das pessoas mais importantes da sua vida em fração de segundos. Porque têm muita coisa em comum, ou porque se gostaram desde que se viram (aquele famoso 'fui com a cara'), ou simplesmente porque foram predestinados a serem amigos, predestinados por Deus. Depois que essas pessoas se tornam verdadeiramente importantes em nossas vidas, alguma coisa faz com que elas se distanciem de nós, ou com que esse momento que vivemos com pessoas especiais, acabe. Deve ser o destino o culpado. E aí nós sentimos saudades. Mas essa saudade vai se acostumando a medida em que os anos se passam. E quando, de repente, nós vimos essas pessoas de novo, a saudade vem arrasando quarteirões e mostrando que ela é imensa. Assim percebemos o quanto essas tais pessoas foram(e são) importantes para nós, e, depois de tanto tempo sem nos lembrar delas, a lembrança mór chega.

Uma coisa eu digo: às vezes é desconfortável sentir saudade, porque simplesmente não podemos voltar no tempo, ou seja, ela terá que, na maioria dos casos, estar sempre ao nosso lado, aí, só o que nos resta são as lembranças do que vivemos com as pessoas mais importantes das nossas vidas.

No final, olhamos pra trás e vemos que tudo que vivemos com essas pessoas valeu a pena.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009


Que lindos olhos, que lindos olhos tem você
Que ainda hoje, que ainda hoje eu reparei
S'eu reparasse , s'eu reparasse a mais tempo
Eu não amava, eu não amava quem amei